Nalva Araújo


( A linguagem deve ser uma fonte inesgotável de entendimento,nunca o contrário...
Nalva Araújo)


 O Gramático e o Dervixe


Numa noite escura um dervixe passava junto a um poço seco, quando do interior do mesmo brotou um chamado de socorro.
- Que será? - indagou o dervixe, olhando para o fundo do poço.
- Sou um gramático e infelizmente, por desconhecer o caminho, caí neste poço profundo, em que estou agora quase imobilizado - respondeu o outro.


- Aguenta firme aí, amigo. Vou buscar uma escada e corda - gritou o dervixe.
- Um momento, por favor! - exclamou o gramático. - Sua gramática e pronúncia são incorretas, seria bom que as corrigisse.
- Se isso é mais importante que o essencial será melhor que você permaneça onde está, até que eu tenha aprendido a falar com elegância e propriedade.

Conto Sufi - http://www.sertaodoperi.com.br/poesiasufi/estorias/gramatico_dervishe.htm






Marcadores: | edit post
Reações: 
0 Responses

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

G.A

Onde você está?

Terra em tempo real e a fase da lua