Nalva Araújo

Estrela que me deu à Luz,
Caminho de volta para casa,
A quem clamo em minha dor,
Quem me protege com suas asas!

Mulher de incondicional amor,
De olhos serenos, de braços
Abertos e de alto astral! por ela
Eu vivo e morro, é dela meu amor cabal!

Com ela eu posso contar e me contar
A qualquer tempo, para ela não tenho segredos,
Ela sabe até os meus pensamentos...

Ela que me aceita sem exigência,
Que em cujo olhar me vejo gigante,
Ela que me perdoa todas as falhas - até ausência
E que me guarda - qual diamante!

Ela que me aguou com paciência,
E me fez brotar humanamente!

Mãe - minha estrela mais radiante!
Seu nome é generosidade - benevolência,
Carne de minha carne, meu alimento e sapiência!

Mãe - se existe mesmo uma outra vida,
Para você eu quero voltar - Oh Mãe querida!


Nalva Araújo










Marcadores: | edit post
Reações: 
0 Responses

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

G.A

Onde você está?

Terra em tempo real e a fase da lua