Nalva Araújo

Estranho, me ver definida em 30 minutos de testagem, enquanto, nem eu consigo me definir ao longo de minha vida. E, mais, nem mesmo as pessoas que me conhecem, saberiam me compor ou decompor, pois, somos o que somos para cada um que é o que é para nós. E que vivemos personas, nos adequando às diversas situações. Contudo, nada pessoal, apenas análise técnica.

Ademais.
Ter a minha capacidade intelectual medida, e na MÉDIA esperada, é o que eu esperava de mim. Porém, infiro que possuo capacidade intelectual autônoma. Me construo, me pesquiso e me projeto no mundo. E me defino entre muitos: igual. 

A análise do meu discurso, disse um pouco de mim, talvez, o que eu quisesse expor: "falante, com discurso coeso e de boa interação social", ora ora, demonstrei que sei falar, que devo ter algum raciocínio lógico, sei mesmo?... Ah, mas não ficou por isto, somente, também apresentei maturidade mental. Será que meus 52 anos tem algo a ver com isto? Por meio de minha fala, completou que, minhas características são de comprometimento com situações e com outro - fato, falei. Deve ter sido muto complicado chegar a isto, imagino... 
  
Revelei-me equilibrada com a realidade e com grande desejo de realização, ora pois, só contei-lhe os meus planos - bela conclusão! Logo, novamente, remata: "desejo de realização", quem sabe, é isto o que mais desejo: realização. Foram, certamente, as conclusões tiradas de minhas respostas positivas, sobretudo, das minhas qualidades.
Mas.
Agora é que são elas... Talvez, para a analista, meu maior defeito tenha sido não pontuar meus defeitos, não os soube, e pensando bem, agora que os sei. São as bases que me seguram as pernas, se os indicar como defeitos, devo extingui-los, e isto não seria nada bom. Creio que, eles, os meus defeitos, são o que me faz humilde, são o que agrada a quem de mim se aproxima, são o que faz de mim um ser amigável. Portanto, a minha arquitetura, a conjugação do meu eu para com o outro. Nos meus defeitos estavam tatuadas as minhas necessidades. E mais uma vez, a afirmação categórica: "desejo de realização".
Mais.
Desejo de agradar o outro, desejo de obter aprovação e finalmente, desejo de simpatia, eu diria que todos os meus desejos, supondo-se pelos meus defeitos, foram exibidos de maneira muito verdadeira. 

Leu-me em meus desenhos - nas entrelinhas de minhas linhas tortas e infantis. Nos sulcos profundos em minha terra. Em minhas portas e janelas fechadas, mas não por gosto, meramente por não aprender abri-las. Viu que minha árvore é frutífera, viva! Muito embora, as vezes sangre, ao perder as suas cascas em benefício d'outro. Viu que, a pessoa do meu desenho estava sob o Sol, o meu desejo de um lugar ao Sol e com Sol. Em sua leitura - Traumas, Insegurança, Ambição, e outra vez: desejo de realização... Conclusão: "nada disso a impede de buscar novos caminhos e superar desafios".

E cada um que tire as suas...


Nalva Araújo


| edit post
Reações: 
1 Response
  1. Josiel Dias Says:

    Olá meus amigos, como é maravilhoso encontrar sites com este seu. Parabéns pelo belo trabalho, já estou seguindo.
    Aproveitando a oportunidade gostaria de compartilhar com você nosso
    blog. Ficaremos felizes por vossa visita e mais ainda se seguir-nos.

    AGUARDAMOS SUA VISITA

    Atenciosamente

    Josiel Dias
    http://josiel-dias.blogspot.com
    Rio de Janeiro


Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

G.A

Onde você está?

Terra em tempo real e a fase da lua