Nalva Araújo

Vejam só... agora á pouco, estava eu justamente passando isso pro meu filho...dizia que falar sobre os problemas ,não em forma de queixas, mas que desabafar ajuda muito,pois através dos olhos de quem está  de fora, podemos encontrar a solução, ou pelo menos nos sentirmos aliviados por ter compartilhado.
E como atraimos o que pensamos, cheguei até esse post interessante, num blog não menos interessante!
----------------------------------------------------------------------------
Pensar o problema ou a solução?


Novo ano, novas expectativas.
Novos ou mesmo antigos sonhos e metas ganham força e de alguma forma nos vemos mais dispostos e bem preparados para realizá-los.
Da mesma forma, antigas e/ou novas preocupações nos acompanham neste novo momento.

Ainda que a maioria das pessoas aproveite a ocasião para dar um novo animo às suas existências, algumas pessoas parecem não mudar com a chegada de um novo ano ou um novo acontecimento, isso muitas vezes porque continuam presas a um sentimento antigo ou uma preocupação do passado.

Pessoas que pensam apenas nos problemas não conseguem enxergar as soluções e, para “ajudar”,normalmente adotam uma postura de autopiedade e ruminação, diante de situações que exigem um pouco mais de raciocínio e esforço para serem solucionadas.

Considerando que uma atitude como esta, diante de problemas cotidianos, como a falta de dinheiro para pagar uma conta ou a preocupação com a nota na prova da faculdade pode trazer grandes prejuízos, imagine quando a dificuldade é de ordem emocional como uma ansiedade frente a um acontecimento futuro que nos paralisa ou uma angústia aparentemente sem motivo.

Algumas pessoas ao invés de buscarem uma solução, ficam consigo mesmas remoendo seus problemas e sem dar abertura para novas idéias, muitas vezes esquecendo-se dos amigos e de outras pessoas que poderiam oferecer alguma ajuda.
Motivadas, talvez pela vergonha de expor suas dificuldades, acabam acreditando que a melhor solução pode vir apenas delas mesmas.

O resultado destas atitudes, não é difícil de prever.
À medida que o tempo passa a dinâmica de pensar o problema se agrava e a dificuldade inicial se transforma em um bicho de sete cabeças forçando os pensamentos a uma única razão de existir:
O Problema.

Podemos afirmar que esconder o problema ou evitar pedir ajuda é uma forma muito eficiente de garantir que ninguém vai te ajudar.
Falar sobre o problema ajuda muito na melhor compreensão da dificuldade.

Falar com outras pessoas ajuda a ter novos pontos de vista sobre os acontecimentos.
Por fim, buscar a solução é o melhor alternativa para evitar a posição de vitima diante do problema.

Pense em sua vida e faça o balanço.
Quanto tempo do seu dia você desperdiça focando suas energias
nos problemas e quanto tempo do seu dia você aproveita encontrando soluções, caminhos ou ajuda para a resolução do conflito.
Na dúvida, peça ajuda.

Pedro Henrique Gatti Lima
CRP: 06/81.026
Luís Carlos Fernandes
CRP: 06/80.062

http://nucleopsicologia.blogspot.com/2010/03/pensar-o-problema-ou-solucao.html

(a imagem pode ter direito autoral,caso souber atribuirei imediatamente)
Marcadores: | edit post
Reações: 
2 Responses
  1. Angus Says:

    Me gusta mucho como escribes.


  2. Nalva Says:

    Angus-Gracias, estoy aprendiendo ... he esforzado por favor, no es fácil, tantos blogs y tan buena!


Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

G.A

Onde você está?

Terra em tempo real e a fase da lua